quarta-feira, 24 de agosto de 2016

Composição cearense é escolhida como Hino da Ampliada Nacional da PJ

A Ampliada Nacional da Pastoral da Juventude já tem seu hino oficial! A composição foi escolhida depois da interação de pejoteiros e pejoteiras de todo país na página oficial da PJ. Aline Nobre e Amanda Grazyelle são as responsáveis pela obra que vai embalar e traduzir o sentimento dos delegados e delegadas que participarão da ANPJ no Crato/CE, em janeiro de 2017.

As jovens compositoras são do chão cearense, que acolhe o evento nacional. Além das inspirações da cultura e religiosidade local, Amanda e Aline buscaram na poesia de um mineiro referências ao sertão. O trecho “O sertão é dentro da gente” foi um presente da obra de Guimarães Rosa. Segundo Aline, a partir dela “todoa o amor e sentimento foi brotando e crescendo a cada verso, tal qual Mandacaru vai pluralizando a vida no sertão”.

A Flor de Mandacaru, que represente tão fortemente a realidade do Ceará, está presente em vários trechos do hino. “Ela significa para nós, não somente a beleza, mas também resistência, em meio a tempos tão difíceis. Tempos de seca para a flora, tempos de luta para o povo, onde TEMER com certeza não é a solução”, ressalta  Aline.

Amanda lembra da inspiração da iluminação bíblica da ANPJ 2017: “Ide anunciar aos meus irmãos que se dirijam para a Galileia. Lá eles me verão. (Mt 28,10b)”. Segundo ela, após rezar esse trecho e também o tema e lema escolhidos, brotaram inúmeros sentimentos que fizeram a obra se tornar uma colcha de retalhos de utopia. “Há alguém que nos chama a sair das Jerusaléns frias e a pisar descalç@s no chão quente das Galileias com os dois pés! Há alguém que nos chama a florescer feito Flor de Mandacaru: a flor da resiliência! Há alguém que nos chama a celebrar a vida e a luta, a dor e a alegria! Há alguém que nos lembra que a Morte já não mata! Há alguém que nos chama!”, destaca Amanda.

Nomes de cearenses, como Maria de Araújo e Belchior, foram suportes para a composição. Maria de Araújo nasceu e viveu nas terras do Cariri. É considerada beata pela fé popular e exemplo de luta para tantas mulheres. Belchior inspira com a música e a poesia de seu trabalho.

Agora, a música de Aline e Amanda é também da PJ de todo país e entra para a história como Hino de mais uma Ampliada Nacional. Além delas, jovens de vários regionais também participaram do concurso. A Equipe Ampliada da ANPJ fez questão de agradecer a participação de todas e todos nesse processo. Ganha a Pastoral da Juventude que tem tanta poesia espalhada na vida dos grupos de jovens.


WhatsApp Image 2016-08-23 at 09.30.17

terça-feira, 23 de agosto de 2016

Pastoral do Menor e CNBB lançam campanha “Dê oportunidade”

A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e a Pastoral do Menor, em parceria com mais 23 instituições (entre elas a Pastoral da Juventude)  lançarão no dia 5 de setembro, a Campanha “Dê Oportunidade. Faça diferente, ninguém nasce infrator”, que tem como objetivo levar à sociedade um outro olhar sobre o adolescente que cometeu ato infracional. O lançamento ocorrerá na sede da CNBB, em Brasília, às 14h30. 
 A iniciativa visa informar, esclarecer e sensibilizar a sociedade sobre o significado humano, social e político das Medidas Socioeducativas (MSE) para a vida da sociedade e dos adolescentes autores de atos infracionais; pautar os governos e executores das políticas públicas e todos os atores dos Sistema de Garantia dos Direitos sobre as necessidade de fortalecimento a aprimoramento do Sistema Socioeducativo (Sinase);  divulgar as práticas exitosas na efetivação das MSE, seja nos projetos da Pastoral do Menor como dos parceiros.
A Campanha é voltada para gestores de políticas públicas, sistema judiciário, conselhos de controle social e tutelares, educadores sociais, adolescentes, escolas, representantes de comunidades e movimentos sociais em geral. No lançamento, será oferecido material impresso e audiovisual para dar apoio à realização de oficinas, rodas de conversas, seminários e audiências públicas.
Atendimento em projetos
De acordo com dados divulgados pela Pastoral do Menor, em todo o país são 54 mil crianças e adolescentes beneficiados por programas e projetos desenvolvidos, sendo 2.242 adolescentes que estão cumprindo medidas socioeducativas, em liberdade assistida, prestação de serviços à comunidade e em Regime de Internação. Somente no Programa de Assistência Religiosa são atendidos 1.192 adolescentes.
O coordenador da Pastoral do Menor, André Franzini, explica que “uma das ações da Pastoral do Menor no Brasil é justamente lutar pelo fortalecimento das medidas socioeducativas, oportunidades para a resiliência e dignidade de adolescentes que sofreram violações, transformando, assim, o ciclo da violência. “A visão de que se todos têm direitos fundamentais garantidos, da certidão de nascimento à segurança alimentar, educação e saúde, são mínimas as chances de tornar-se um infrator. Afinal ninguém nasce, mas torna-se infrator devido, especialmente às ausências de direitos na sua vida”, acrescenta André.
Pastoral do Menor
Trata-se de um organismo da CNBB que compõe o grupo das Pastorais Sociais da Comissão Episcopal Pastoral para o Serviço da Caridade, da Justiça e da Paz da Conferência. O referencial da Pastoral do Menor é o bispo de Amparo (SP), dom Luiz Gonzaga Fechio.
A Pastoral surgiu na década de 1970, impulsionada por dom Luciano Mendes de Almeida, no estado de São Paulo. Em 1987, com a Campanha da Fraternidade que refletiu sobre o tema “A Fraternidade e o Menor” e o lema “Quem acolhe o Menor a Mim acolhe”, a Pastoral do Menor passou oficialmente a fazer parte da ação da Igreja em favor da vida e dos direitos humanos de meninos e meninas.
Atualmente, a Pastoral do Menor atua em quatro áreas de ação, atendendo a crianças e adolescentes em situação de risco pessoal e social; adolescente autor(a) de ato infracional; famílias de crianças e adolescentes; e na busca por políticas públicas de promoção e defesa dos Direitos das Crianças e Adolescentes. A Pastoral ainda desenvolve estratégias para a erradicação do trabalho infantil, violência doméstica, analfabetismo, evasão escolar, abuso e exploração sexual e outras violações de direitos. O trabalho é realizado em 16 dos 18 regionais da CNBB, alcançando todas as regiões do Brasil.
No âmbito da representação política, a Pastoral está presente em 169 Conselhos e Fóruns, entre eles o Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescentes (Conanda), e em 14 Conselhos Estaduais e 46 Conselhos Municipais dos Direitos da Criança e Adolescente, além de 35 Conselhos Municipais de Assistência Social. É membro do Fórum Nacional de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente e em está presente nos Fóruns Estaduais em 10 estados e nos municipais, em 11 cidades.
Informações
Outras informações sobre o lançamento da Campanha podem ser obtividas  pelos e-mails:  pastoralmenornacional@gmail.com ou imprensa@cnbb.org.br
Fonte: Arquidiocese de Salvador

sexta-feira, 19 de agosto de 2016

Concurso do Hino da ANPJ 2017 - Ajude a escolher!


Imagem para divulgação das propostas
Após um bonito processo para a escolha do Hino da Ampliada Nacional da Pastoral da Juventude do Crato/CE, várias composições chegaram de todos os cantos do país. A Pastoral da Juventude é grata por todas/os aquelas/es que se dedicam à música e a poesia em favor do Reino. Foi realizada uma análise orante por parte da Equipe Ampliada e, considerando cada detalhe e critério do edital (especialmente no que tange à aderência junto à metodologia, objetivos e lema/iluminação), decidiu-se divulgar, para interação e escolha final, duas propostas das composições recebidas.

Agora queremos a sua participação! Ouça as propostas de Hino para a ANPJ e utilize as hastags para manifestar sua preferência. Façamos ecoar a beleza que vem chegando para mais uma Ampliada Nacional.
O resultado do Hino oficial será divulgado no próximo domingo (21) no site e na fanpage oficiais da PJ. A escolha é sua!

Confira as composições aqui:

E abaixo seguem as letras das composições:

#PROPOSTA1: SER TÃO PJ
Letra: Amanda Luiz e Aline Nobre;  Melodia: Amanda Luiz

Ref.: “O Sertão é dentro da gente”,
 Ser Tão é o que a gente é!
Ide à Galileia, anunciai:
na ciranda da vida a morte já não mata mais!
1. Celebrar a vida hoje, ampliando o amanhã:
a gente vai cuidando, vai amando, fazendo libertação!
Resistência e boniteza, qual Flor de Mandacaru.
Bandeiras na mão, TEMER JAMAIS!
Que nem Mandacaru, que resiste na quentura do Sertão!
Olaiá!
2. Pra ser Mandacaru, a gente tem que entender:
Que em meio ao ranger de dentes,
Uma mudança em breve vai nos acontecer (ah, se vai!)
Nas terras do Cariri, coração soube escolher:
“Romper barreiras, renovar a esperança!”,
Alumia, Padim Ciço, nosso coração inquieto!
Olaiá!
3. E nas CEB’s do Brasil, a PJ bela floresce,
Vai de Norte a Sul, de Sudeste a Centro-Oeste,
Fazendo morada dentro deste Coração-Nordeste!
Feito Flor de Mandacaru, esbanjando delicadeza,
Artesãos e artesãs, mulheres rendeiras
Embelezam a vida do povo com talento, Amor e Arte!
Olaiá!
4. Vem, querida Mãe das Dores,
Ouve a cantiga das juventudes,
Repleta de sonhos e sedenta por um mundo de união!
Sobre força feminina, lembramos Maria de Araújo
Mística e profetisa, incentiva as companheiras,
Mulheres que não fogem à luta e não têm medo do Dragão!
Olaiá!

#PROPOSTA2: NOSSO SER É TÃO PJ
Composição e Música: Jonathan Velho Burrigo e Evandro Lopes Paz

1. Inundou, correu, do chão brotou,
A mais bela flor que o SerTão gerou.
De tanto pedir chuva do céu caiu,
Banhado a sangue e suor nosso jardim floriu.
Ref.: Hei, vem ver como é chuva no sertão
Um encontro que floresce o amor
Como Mestre que nos chama a Galileia
Utopia que transborda
Nosso ser é tão PJ!
2. Em nossos olhos a esperança
Marchamos em romaria com confiança
Qual flor de Mandacaru na resistência
Juventude organizada revela nossa existência
3. Maria flor a mãe morena
Inspire o nosso agir, de profecia e luta.
Rompemos barreiras sem Temer
Nossa memoria, nossa história continuemos a escrever
4. Na América Latina, Deus Libertador
Mártires da caminhada presentes sim sinhô
Pastoral da Juventude esperança que brotou
É a Civilização do Amor.
Fonte: Pastoral da Juventude Nacional